Ficou surpreso(a) com o título? Explicamos: considere a Revista Espírita um sítio arqueológico e o título terá sentido. Nela encontramos o início da história do Espiritismo após sua revelação em O Livro dos Espíritos.

Publicada mensalmente desde 1858, ao longo de 12 anos por Kardec, é um tesouro inesgotável de informações sobre como o Espiritismo se consolidou na França e no mundo. Sim no mundo, pois Kardec já naquele tempo correspondia-se com espíritas de vários países, inclusive com o Brasil – saiba mais!

Revista Espírita: canal de comunicação do Codificador com os adeptos

Na Revista Espírita encontramos comprovada a estatura intelectual e organizacional de Kardec, informações como balanços das atividades anuais nos permitem avaliar a propagação do Espiritismo pelo mundo, inclusive com detalhes sobre as pessoas que aderiam à nova doutrina. Também encontramos comentários e anúncios de lançamento das obras da Codificação, podendo apreciar o momento de concepção desses títulos. E, muito importante, a Revista Espírita contém textos preciosos onde são discutidas, esclarecidas e aplicadas as proposições doutrinárias, num verdadeiro exercício relacionando à realidade dos conceitos espíritas.

Em seus 12 volumes, aqueles que queiram aprofundar seus conhecimentos doutrinários encontrarão amplo material para estudo. Pode-se notar como Kardec foi formulando e amadurecendo o entendimento de conceitos ao longo das comunicações com os espíritos.

Por falar em conceitos espíritas que tal estudar o Espiritismo utilizando a Revista Espíritas para ver quais eram as preocupações daquele tempo?, se ainda são válidas?, o que já evoluiu em termos  de sociedade terrena?, etc.. Outro estudo interessante é verificar quais eram os temos mais utilizados por Kardec nos textos da revista.

Faça suas escavações arqueológicas na Revista Espírita

Veja um exemplo de “escavação arqueológica” nessa rica fonte que é a Revista Espírita:

Palavra           Citações ao longo dos 12 volumes

espírito            7.005

Espiritismo      4.571

Deus               3.941

alma                2.127

sociedade        1.902

luz                   839

caridade          784

religião            537

Cristo              527

Igreja              405

céu                  428

Jesus               319

perispírito        310

reencarnação   284

ignorância       282

mediunidade  276

inferno            185

livre arbítrio  166

cristianismo     164

treva                138

cristão             71

Este quadro nos permite inferir coisas e direcionar estudos com base na quantidade de menções a um termo específico. Não tirando conclusões precipitadas, pois, o termo pode ter sido muito citado para esclarecer qual é a concepção espírita ou a resignificação dele, como no caso do termo Inferno que para nós espíritas não existe como concebido em outras doutrinas.

Conheça a Revista Espírita

Fica aqui o convite para que você conheça melhor a Revista Espírita, estimule estudos e pesquisas em seu grupo de estudos no Centro Espírita, busque contextualizar os termos perguntando-se o por quê Kardec teria utilizado um em detrimento de outros, etc.

Deixamos aqui um presentinho para estimular a sua busca, algumas questões interessantes:

1) Qual é o conceito de ciência explicitado na Revista Espírita? A resposta servirá para utilizarmos o termo corretamente quando nos referimos ao Espiritismo, que é diferente do conceito acadêmico do termo.

2) Quais palavras não encontramos na Revista Espirita e que são bastante utilizadas atualmente? A resposta servirá para entendermos as diferenças culturais, sociais e históricas entre nossa realidade atual e local e a de Kardec.

Para finalizar gostaríamos de alertar que nem sempre a quantidade do termo está ligada diretamente a importância dele na Doutrina Espírita. Como dissemos Kardec pode citar muito um termo para esclarecer a sua inadequação frente aos conceitos espíritas.

Dito isso desejamos que o estudo da Revista Espírita promova um entendimento mais profundo do Espiritismo e que as pontes sejam feitas para a nossa realidade atual, visando melhorar nossa prática doutrinária com resultados positivos em nossas vidas e na difusão do Espiritismo em nossa sociedade.

Sugerimos a leitura de nosso outro artigo sobre essa importante coleção que compõe os fundamentos da Doutrina Espírita:

Revista Espírita, publicada por Allan Kardec de 1858 a abril de 1869

Share This