A comunicação sempre constitui uma ferramenta importante entre os seres humanos, para se transmitir uma ideia, um conhecimento, são usadas diversas formas de comunicação, no principio a fala, depois a escrita, os livros, os jornais e mais recentemente a Internet.

O resumo pode estar na frase de José Abelardo Barbosa de Medeiros, o Chacrinha: “Quem não se comunica se trumbica”.

Em tempos modernos a comunicação está a alcance de todos, através das chamadas mídias eletrônicas, abrindo a oportunidade de uma infinidade de opiniões. E os seguidores da Doutrina Espírita, não poderiam ficar de fora.

Muitos confundem opiniões pessoais de um Espírita, com a verdadeira visão da Doutrina Espirita sobre o assunto.

Há cerca de vinte anos, conversando com uma querida amiga, lhe falei de minha angústia de ver tanto espaço destinado nas rádios e televisão para as Igrejas Evangélicas e nossa ausência da Doutrina Espirita, tendo tanto para oferecer.

Ela retrucou com uma pergunta de muita sabedoria: “E temos pessoas suficientes, para falar com conhecimento da Doutrina?”

Essa pergunta me retorna a mente, vendo a verdadeira invasão de “comunicadores”, dando opinião sobre tudo – veja artigo sobre almas gêmeas, um dos assuntos que, muitas vezes, é tratado de modo equivocado -, buscando muitas vezes uma comunicação midiática em busca de seguidores e likes fáceis.

Sites com passes virtuais, mensagens que fazem prognósticos de final dos tempos, tentativas de colocar catástrofes humanas de grande impacto midiático na conta de “reajustes coletivos”.

Uma proposta cuja visão mostra um Jesus de esquerda criando grupos dentro do movimento espirita, esquecendo-se que Jesus, como ensina a Doutrina Espirita, nos fala ao Espírito, deixando claro que o Seu reino não é deste mundo.

Recorramos ao apóstolo Paulo em Corintios1 6:12 “Tudo me é licito, mas nem tudo me convém” e arremata em Gálatas 6:7-8: “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”.  Por tanto, cuidado sempre com aquilo que estamos semeando.

Continue acompanhando Café com Kardec, semanalmente um artigo para você ler e comentar conosco.

Share This