Qual a relação entre Espiritismo e Allan Kardec? Ou, ainda, como se deu o trabalho dos Espíritos que participaram da Codificação, atuando na Espiritualidade?

Se você já se perguntou sobre essas questões, então, este artigo vai tirar suas dúvidas.

Acompanhe e descubra porque é sempre essencial ressaltar esse primoroso trabalho que deu origem à Doutrina dos Espíritos!

Por que associar Espiritismo e Allan Kardec?

Não existe Espiritismo sem Allan Kardec. Também não existe Espiritismo sem o Espírito de Verdade e sua plêiade de Espíritos Superiores.

Os fatos e fenômenos espírita-mediúnicos e de emancipação da alma sempre existiram, porquanto são próprios dos Espíritos, que somos nós. E Espíritos sempre existiram.

Já o estudo científico e filosófico dos fenômenos, bem como os fatos somente foram feitos pelo professor francês – por isso, sempre lembramos que Espiritismo e Allan Kardec são inseparáveis.

A este estudo ele denominou Espiritismo, quando publicou em 1857 O Livro dos Espíritos, obra mãe de toda a Codificação Espírita.(1)

Rivail-Kardec, cientista, filósofo e excelso pedagogo, sempre utilizou essas suas competências para analisar e ensinar sobre todos os assuntos a que se dedicou. E, com mais ênfase sobre o Espiritismo.

Allan Kardec definiu claramente o objeto de estudo da Doutrina Espírita, como sendo o Espírito. Eis suas palavras: “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, da origem e do destino dos Espíritos, e de suas relações com o mundo corporal”. (2)

Kardec estabeleceu a Codificação Espírita por meio de metodologia científica e filosófica

Quando pensamos em Espiritismo e Allan Kardec, devemos ressaltar que o Codificador utilizou o método experimental, hoje denominado método científico, para as manifestações físicas.

E os métodos filosóficos para as manifestações inteligentes. Além disso, em face da peculiaridade do Espiritismo, Kardec criou um método epistemológico especial, denominado “Autoridade da Doutrina Espírita. Controle Universal do Ensino dos Espíritos”.(3)

Considerando que o Espiritismo é ao mesmo tempo ciência e doutrina filosófica, Kardec criou neologismos adequados e precisos para o Espiritismo, utilizando radicais, sufixos e prefixos do grego e do latim, sabidamente os idiomas da filosofia e da ciência.(4)

Espiritismo e Allan Kardec: a didática do grande professor se manifesta nas obras fundamentais

Allan Kardec, como exímio pedagogo, utilizou de excelente didática nos livros da Codificação, tornando a leitura de temas tão difíceis, acessível a todos que tenham boa vontade de se instruir.

Também por isso, Espiritismo e Allan Kardec possuem grande identidade.

Kardec, Espírito Superior, dialogava com Espíritos do nível de Sócrates, Platão, Erasto, Fénelon, Lamennais, Galileu Galilei, Hahnemann, São Luís, Santo Agostinho, São Vicente de Paulo, entre outros.(5)

Em algumas oportunidades, Allan Kardec  contraditou alguns dos Espíritos supracitados, evidenciando sua condição de superioridade em face deles. Na verdade, Kardec só estava subordinado ao Espírito de Verdade, Espírito do nível de Jesus de Nazaré.

De todo o exposto, podemos afirmar sem sombra de dúvida, que só se aprende Espiritismo nas obras de Kardec.

Ao lermos os livros de outros autores encarnados ou desencarnados, aprendemos apenas as opiniões deles sobre da Doutrina Espírita. Quase sempre incompletas e, muitas vezes, em total desacordo com o Codificador.

Neste artigo mostramos como Espiritismo e Allan Kardec estão totalmente relacionados. E como o conhecimento doutrinário passa, necessariamente, pelos livros da Codificação Espírita.

Se gostou deste conteúdo, leia também:

Saiba o que é coerência doutrinária no Espiritismo

Referências:

(1) KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. São Paulo. LAKE – Livraria Allan Kardec Editora, 2013. 71 ed. Ver “Introdução ao Estudo da Doutrina Espírita, item I”

(2) KARDEC, Allan. O que é o Espiritismo. Rio de Janeiro, Editora da Federação Espírita Brasileira, 1944, 37ed. Ver “Preâmbulo”

(3) KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. São Paulo. Federação Espírita do Estado de São Paulo – Livraria e Editora Espírita Humberto de Campos. 2017. 11 ed. Ver “Introdução, item II, Autoridade da Doutrina Espírita. Controle Universal do Ensino dos Espíritos”

(4) KARDEC, Allan. O Livro dos Médiuns. São Paulo. Federação Espírita do Estado de São Paulo – Livraria e Editora Espírita Humberto de Campos. 2017. 11 ed. Ver Segunda Parte. Capítulo XXXII – Vocabulário Espírita.

(5) KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. São Paulo. LAKE – Livraria Allan Kardec Editora, 2013. 71 ed. Ver “Prolegômenos”

 

Share This