Dando sequência às reflexões sobre o novo normal nas Casas Espíritas, chegou o momento de enfocar as atividades virtuais surgidas por conta da pandemia e a socialização entre os participantes da instituição espírita.

Centros Espíritas e sociedade se reinventam por conta da nova realidade

Desde o surgimento do novo coronavírus estamos nos adaptando a novas formas de convivência, seja em família, na sociedade ou no trabalho (que passou a ser em home office para muitas pessoas). Passamos a nos proteger e a conviver via teleconferências, Whatsapp, e-mails e outros meios tecnológicos de comunicação.

Com os Grupos Espíritas o mesmo ocorreu, nossas atividades passaram a ser virtuais. Portanto, muitos se perguntam: quando voltaremos ao normal?

Acredito que o normal não será como antes, a partir do momento que percebemos que um vírus pode se alastrar atualmente em poucos dias em escala planetária.

Uma nova postura, baseada em protocolos de segurança para garantir a saúde da população, deverá ser internalizada buscando prevenir novas ondas virais para que elas não se tornem pandêmicas.

Mas, não vamos encarar isto tudo com pessimismo. Somos mais de sete bilhões de pessoas no planeta, temos transporte veloz, relações comerciais intensas entre as nações, e, portanto, corríamos o risco de produzir uma pandemia. Não obstante temos a tecnologia para buscar a cura e prover alternativa de convivência neste contexto de mudanças rápidas e inesperadas – artigo da Revista Espírita proporciona reflexões sobre a Covid-19.

Tecnologia: essencial para continuidade das atividades e socialização espíritas

Compras online, trabalho em casa e tantas outras coisas que a Internet de alta velocidade nos possibilita. Assim também ocorreu com as reuniões espíritas, passamos a fazer lives, reuniões via internet utilizando Zoom ou Google Meeting, entramos na era de uso da tecnologia em larga escala buscando nos mantermos unidos.

Penso que devemos ser gratos pelos recursos que temos. Vamos utilizá-los com sabedoria para aprendermos novas formas de convivência, mais produtivas e instrutivas. E, assim que possível, retomaremos nossas atividades, com segurança e responsabilidade nas casas espíritas.

Atividades e socialização na Casa Espírita no pós-pandemia

Mas, vejamos que assim como não é desejável somente fazermos reuniões à distância, também seria um desperdício deixarmos de usar a tecnologia para fazer reuniões pela Internet, pois elas possibilitam que muitas pessoas participem de atividades educativas, mesmo com obstáculos para se deslocarem até um Centro Espírita.

As reuniões online não precisam concorrer com as reuniões presenciais. Assim, há que se abrir espaço para encontros virtuais quando o novo normal se concretizar e o isolamento social não for mais necessário.

Uma sugestão seria continuarmos com reuniões virtuais mescladas, com bom senso, às atividades presenciais. Imaginem quantos grupos de estudo e palestras poderíamos criar, sem depender de espaço físico e deslocamentos, principalmente em cidades grandes.

Lembremos o exemplo de Kardec. Ele utilizou a Revista Espírita para divulgar a doutrina espírita por meio de assinaturas, tinha assinantes em vários países, trocava correspondência intensa com assinantes (inclusive do Brasil), adeptos e críticos da doutrina.

Ou seja, utilizava os meios de comunicação ao alcance dele, usou a impressão de livros para perenizar e divulgar os ensinamentos dos Espíritos. Da mesma forma devemos lançar mão dos canais de comunicação ao nosso dispor para divulgar a doutrina que abraçamos, seja no agora em que estamos privados de livre trânsito, ou posteriormente, mas sempre de forma planejada e produtiva.

Enfatizo que estamos experimentando uma excelente oportunidade de testarmos novas formas de convivência social e devemos aproveitar o que aprendemos para otimizar nossas atividades de estudo, seja na profissão, na vida ou nos centros espiritas.

E você o que pensa sobre este tema? Vamos aprender juntos, utilizando os meios eletrônicos para que possamos otimizar e valorizar nosso tempo e, quando pudermos, vamos nos reunir nas casas espíritas e compartilhar com alegria, mais do que antes,  os momentos de presença física.

Envie-nos seus comentários para podermos trocar impressões e experiências positivas desta nova fase de vida na sociedade terrena.

Share This